Doces Bárbaros

It´s about nothing!

Sunday, July 30, 2006

A novela do Tio Maneco

Não vou ser mais uma a tacar pau na novela do Tio Maneco, nem a dizer que essa abertura é um cruzamento Frankenstein da abertura de Laços de Família com Forrest Gump, até porque isso outras pessoas, aqui e ali, já disseram, e melhor.
Só vou dizer que como exilada do Rio, bate as vezes aquela saudade da brisa do mar, da gente bonita e sarada, do ar de descontração, da família, dos amigos. Estes sim, fazem falta.
Mas aí a saudade passa, e o que fica é a raiva daquele texto ridículo, irreal e falso (ninguém fala daquele jeito, nem no Rio, nem na P...), da atuação pseudo naturalista dos atores, do moralismo hipócrita das famílias classe média do Leblon, de todos aqueles personagens bonzinhos, do José Mayer come-come da estrela, da Regina Duarte e sua chatice e do exagero da Ana Paula Arósio.
Que apesar de ser um exagero de linda, não para de gargalhar por qualquer coisa (se alguém souber o que ela está tomando eu quero do mesmo) e de segurar aquela barriga falsa de grávida o tempo todo. Será que a produção fez um trabalho tão ruim que a menina tem que passar o tempo todo segurando a pança falsa senão cai mesmo? Ah, coitada...
Mas é como eu sempre digo, sempre podia ser pior. A novela inves de se passar no Leblon, podia se passar na Tijuca, aí ia ter que rolar muito Engov prá aturar... :o)

4 Comments:

  • At 3:21 PM, Anonymous Re said…

    Concordo com tudo, mas mesmo assim não consigo perder um capítulo... Beijos, gostei do que vc escreve.

     
  • At 10:41 PM, Anonymous Monica said…

    Eh, eu sei o que eh isso.
    Tb nao conseguia parar de ver Belissima por mais que achasse chata... :o)

     
  • At 9:23 AM, Blogger Nice said…

    Não gosto desta novela e cheguei a colocar um post sobre um assunto que anda dividindo opiniões. Volta e meia assisto para ver se melhorou.

     
  • At 5:23 PM, Blogger Marília Jackelyne said…

    Não tem jeito. Eu assisto. Sou noveleira e pronto. Aquela mulher horrorosa feita pela maravilhosa Lília Cabral é pau... E a abertura, de fato, ninguém merece... Além do mais, depois de América, nada é tão ruim assim...

     

Post a Comment

<< Home